CRUZ DAS ALMAS E SUAS FRONTEIRAS

Correio Mercantil1840Esta imagem é um trecho de um texto presente na edição do Correio Mercantil em 29 de maio de 1840. De modo geral, o autor destaca a separação entre as freguesias de Nossa Senhora do Bom Sucesso da Cruz das Almas e Nossa Senhora do Desterro do Outeiro Redondo.

A história político-eclesiástica cruzalmense no século XIX me parece ser algo extremamente interessante e, ao mesmo tempo, desafiador para se entender. Pesquisadores como Bert Barickman apontam que nossa região no recôncavo, mesmo num fim de século XVIII já muito dinâmico, não era tão povoada (O que não significa dizer que não existia ou que não estava interligada com as demais regiões) quanto a parte que se encontra ao norte do Paraguaçu. Apesar de ser extremamente extensa, a freguesia do Outeiro Redondo, especialmente sua sede, era pouco populosa. Cruz das Almas tornou-se freguesia em 1815, mas anos depois (não consigo precisar a data ainda) acabou englobando sua antiga paróquia sede, tendo seus limites eclesiásticos aumentados numa proporção que alcançava até regiões onde hoje se situa Castro Alves.

Em 1838, segundo Felisberto Freire e o texto jornalístico, Outeiro Redondo recupera sua condição de freguesia, necessitando, portanto, de um remanejamento territorial 

O fato é que ter um território tão grande sob sua jurisdição, denota a importância de Cruz das Almas já no início do século XIX, mostrando que muitas coisas ainda precisam ser respondidas acerca da trajetória de nossa querida cidade.

(FONTE: MATEUS SANTOS in https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2091567394414162&set=gm.2096799383923132&type=3&theater&ifg=1 )

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.