HISTÓRIA DA ESCOLA DE AGRONOMIA EM CRUZ DAS ALMAS

Vista_aérea_do_prédio_da_Reitoria_da_UFRB_-_Cruz_das_Almas

No dia 1 de novembro de 1859, Dom Pedro I criou o Imperial Instituto Bahiano de Agricultura (IIBA) no município de São Francisco do Conde. Posteriormente, em 15 de fevereiro de 1877, foi instituída a Imperial Escola Agrícola da Bahia (IEAB) vinculada ao IIBA, sendo essa a antecessora da sede da UFRB. No ano de 1905, a IEAB transforma-se no Instituto Agrícola da Bahia, sendo então administrada pelo Governo do Estado da Bahia, instituindo a Escola Média Teórica e Prática de Agricultura em 1911 e voltando a oferecer curso superior em 1920. Em 1931, a Escola Agrícola da Bahia é transferida para Salvador e em 1943 é transferida novamente para Cruz das Almas denominada como Escola Agronômica da Bahia, passando a fazer parte da UFBA em 1968 com o nome de Escola de Agronomia da Universidade Federal da Bahia (AGRUFBA).

Atualmente, a UFRB tem sua administração central em Cruz das Almas, no local que antes era a Escola de Agronomia da UFBA.

(FONTE: https://pt.wikipedia.org/wiki/Universidade_Federal_do_Rec%C3%B4ncavo_da_Bahia )

EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA

CNPMF 1

A Embrapa Mandioca e Fruticultura surgiu a partir do Instituto Agronômico do Leste (IAL), construído na década de 1950, posteriormente denominado Instituto de Pesquisa e Experimentação Agropecuária do Leste (Ipeal), vinculado ao Ministério da Agricultura, cuja missão era desenvolver tecnologias para a agricultura regional. Destacava-se, na época, o trabalho com a citricultura.

A Unidade foi instituída oficialmente em 13 de junho de 1975 com o objetivo de executar e coordenar pesquisas para o aumento de produção e produtividade, a melhoria da qualidade dos produtos, a redução dos custos de produção e a viabilização do aproveitamento de áreas subutilizadas para mandioca e fruteiras tropicais. Passou, assim, a ter uma missão focada em culturas (atualmente mandioca, citros, abacaxi, banana, mamão e maracujá) e com abrangência nacional.

CNPMF 2

O projeto de implantação da Unidade, no qual constam o programa de pesquisa e as prioridades regionais, foi elaborado com ampla participação de especialistas de diferentes estados e instituições do País, sendo aprovado pela Diretoria Executiva da Embrapa em 19 de fevereiro de 1976, quando se iniciaram, efetivamente, os trabalhos da Unidade.

(FONTE: https://www.embrapa.br/mandioca-e-fruticultura/historia )

O CIRCO NERINO EM CRUZ DAS ALMAS

CIRCO_NERINO-1

O Grande Circo Nerino, do Palhaço Picolino, em sua primeira turnê pelo Norte e Nordeste do Brasil,  de sua estadia em Cruz das Almas, de 13/01 a 02/02 no ano de 1954.

Cruz das Almas, pelo espírito hospitaleiro de seu povo, guardará de certo e com carinho a lembrança da temporada alegre que o Circo Nerino nos ofereceu.

Em nome do povo que tenho a honra de representar, apresento aos inteligentes proprietários, operosos dirigentes e valorosos artistas do Circo Nerino os meus sinceros aplausos e votos de feliz êxito na sua nobre missão de divertir, instruindo, pelo Brasil afora.

Boa Sorte Circo Nerino!

(Jorge Guerra, prefeito municipal, Cruz das Almas (BA), 31 de janeiro de 54, Livro de Ouro Circo Nerino)

(FONTE: Circo Nerino. Roger Avanzi e Verônica Tamaoki. Selo Pindorama Circus, Editora Codex: São Paulo, 2004)