HOSPITAL DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA

O Hospital Nossa Senhora do Bonsucesso teve sua inauguração em 25 de julho de 1938, sendo construído num terreno doado pelo Coronel José Batista da Fonseca (Cazuzinha), um grande  benemérito da cidade. Fundado e mantido pela Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Cruz das Almas, e por muitos anos considerada a melhor Casa de Saúde do Recôncavo, sendo a maternidade de inúmeros filhos desta terra e região.

Foi idealizado, construído e instalado pelo então prefeito Dr. Luiz Eloy Passos, que foi também o primeiro provedor da Santa Casa de Misericórdia de Cruz das Almas. O primeiro diretor do Hospital foi o Dr. Edmundo Pereira Leite.

O Hospital Nossa Senhora do Bonsucesso, presente no município há mais de 80 anos, desde a sua abertura foi gerido e administrado pela Santa Casa de Misericórdia de Cruz das Almas, mas por conta de dificuldades financeiras, a unidade passou a ser gerida pela Associação de Proteção à Maternidade e à Infância (APMI), no período entre 2012 até 2014, quando a partir de então ficou fechada.

Só após 2 anos e 8 meses do seu fechamento, em 2017, é que o Hospital Nossa Senhora do Bonsucesso da Santa Casa de Cruz das Almas foi reaberto, numa cerimônia no dia 11 de março, com a presença do Governador Rui Costa no município.

Numa ação conjunta envolvendo a Prefeitura Municipal, a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia e o Governo do Estado da Bahia, através da gestão municipal do Prefeito Orlandinho, que em apenas dois meses e meio do seu 3º mandato conseguiu devolver e garantir à população os serviços de Obstetrícia (parto normal e Cesário), Internamento de Clínica Médica (adultos e pediatria), Cirurgias Eletivas, dentre outros, que serão oferecidos pelo Hospital Nossa Senhora do Bonsucesso.

A HISTÓRIA DAS SANTAS CASAS DE MISERICÓRDIA E SEUS IDEAIS DE CARIDADE E FILANTROPIA – O Compromisso da Misericórdia de Lisboa é um conjunto de quatorze obras de misericórdia, baseadas nos ensinamentos de São Tomás de Aquino. Sete delas são espirituais: ensinar os simples, dar bons conselhos, castigar os que erram, consolar os tristes, perdoar as ofensas,  sofrer com paciência, orar pelos vivos e pelos mortos. As outras sete são corporais: visitar os enfermos e os presos, remir os cativos, vestir os nus, dar de comer aos famintos e de beber aos sedentos, abrigar os viajantes e enterrar os mortos.

Inspirada e orientada por estes conceitos, as Santas Casas de Misericórdia foram fundadas a partir de 1498, sendo a primeira em Lisboa (Portugal), em um período da história lembrado por tragédias, guerras e pelas grandes navegações. Nesse cenário, o surgimento das Santas Casas ficou marcado pela retomada de sentimentos como a fraternidade e a solidariedade. Prova disso é que, muitas vezes, a Irmandade não precisou de uma instituição física: ela foi ao encontro dos enfermos e inválidos, onde quer que eles estivessem. Assim, chegou à Ásia, África, se espalhou pela Europa e, claro, pelas Américas.

No Brasil, a Santa Casa chegou durante o período colonial e as suas unidades foram instaladas em diversos locais do país. A primeira foi em Santos, São Paulo; a segunda, em Olinda, Pernambuco; e a terceira em Salvador, Bahia, no ano de 1549.

(FONTES: http://www.santacasaba.org.br/historia ; ASCOM Prefeitura de Cruz das Almas ; http://port.pravda.ru/sociedade/curiosas/12-05-2016/40948-santa_casa_cruz-0/#sthash.8hKBrhhw.dpuf; SANTANA, Alino Matta. O LIVRO DO CENTENÁRIO. 1997; biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=428905 ; Ana Lucia Reis Fonseca)

Publicado por Edisandro Barbosa Bingre

Paulistano de nascimento, mas radicado em Cruz das Almas desde o início dos anos 80, o que o levou a desenvolver um grande amor por esta terra. Escritor, Professor, Técnico em Agropecuária, estudante de Gestão Pública, Cerimonialista e Servidor Público Municipal.

Um comentário em “HOSPITAL DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA

  1. Tenho acompanhado o seu blog com satisfação não só por informar e valorizar a história de Cruz das Almas, como também, por resgatar personalidades que marcaram época, Edisandro! Parabéns! Porém, gostaria de complementar os dados históricos sobre a criação do Hospital Nossa Senhora do Bonsucesso informando que ele foi construido em terreno doado pelo Coronel José Batista da Fonseca (Cazuzinha), entre outros atos beneméritos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: