OS FAMOSOS BAILES DE CARNAVAL DO CRUZ DAS ALMAS CLUBE

Na década de 1950, um jornal local de Cruz das Almas já destacava a importância regional do tradicional carnaval nos clubes:
“O Cruz das Almas Clube – centro elegante do carnaval cruzalmense, dará três bailes sensacionais – domingo, segunda e terça. Segundo estamos informados, muita gente de Salvador e das cidades circunvizinhas virá divertir-se nos amplos salões do Cruz das Almas Clube […]”. (NOSSA TERRA,1955)
Esse trecho do jornal destaca uma polaridade festiva pretérita, determinada por uma modalidade de festa carnavalesca fechada. Nessa época, não havia uma preocupação sistematizada com uma eventual concorrência assimétrica com o carnaval de Salvador, porque muitas pessoas da capital baiana se deslocavam para passar o período carnavalesco em cidades do interior, que realizavam essa festa popular, como Cachoeira e Cruz das Almas.

(FONTES: CRUZ DAS ALMAS – FOTOS ANTIGAS, in Facebook; DA CASA À PRAÇA PÚBLICA, Jânio Roque B. de Castro)

PREFEITO ORLANDINHO

orlandinho-eleito

Filho do renomado e querido médico Dr. Orlando Pereira e de D. Alcina Antar Pereira, Orlando Peixoto Pereira Filho, nascido em 24 de abril de 1960, é casado com Cilene Pereira, pai de Lara e Mariana e avô de Nina.

Engenheiro Agrônomo formado pela Escola de Agronomia da Universidade Federal da Bahia, em Cruz das Almas e Mestre em Extensão Rural pela Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

Funcionário público estadual, trabalhou como extensionista rural e chegou a exercer o cargo de Gerente Regional da EBDA. Também foi Assessor Parlamentar do Senador da República Valter Pinheiro e em 2015, foi nomeado pelo Governador Rui Costa como Coordenador Executivo de Pesquisa e Inovação de Extensão Tecnológica, vinculado à Secretaria  de Desenvolvimento Rural do Estado da Bahia.

Orlandinho, como é carinhosamente conhecido pela população, ainda na faculdade  participava ativamente da vida acadêmica, sendo integrante da Associação Esportiva e da Cooperativa da Escola de Agronomia e já participava dos movimentos estudantis de luta contra a ditadura militar. Foi quando passou então a pautar a sua iniciação na vida na política pela luta a favor da democracia, da liberdade, da cidadania e da justiça social.

Em 1989, filiou-se ao Partido dos Trabalhadores (PT) e atuou incansavelmente na consolidação do partido em Cruz das Almas e região, empenhado na luta pela eleição de Lula na campanha daquele ano.

Assim, como Presidente do Diretório Municipal do PT de 1992 a 1997, Orlandinho soube com habilidade e honestidade consolidar a história do Partido dos Trabalhadores em Cruz das Almas e no Recôncavo.

Em 1996, sua candidatura a prefeito do município foi o pontapé inicial de um projeto maior que viria depois.

Candidato a deputado estadual em 1998, 2002 e em 2014, quando Orlandinho chegou a suplente, obtendo mais de 20 mil votos.

Como vereador, eleito em 2000, teve uma atuação bem expressiva na Câmara de Vereadores.

Em 2004, o povo de Cruz das Almas, através da eleição direta, conduziu Orlandinho ao cargo de prefeito com uma vitória esmagadora sobre o adversário.

Em 2008, com as mãos limpas e direcionando a administração pública para atender ao Povo de Cruz das Almas (sobretudo os mais necessitados), o Prefeito Orlandinho foi credenciado à reeleição. Assim, administrou brilhantemente o município de Cruz das Almas por oito anos; ou seja, de 2005 a 2012.

Neste período teve a oportunidade de concretizar a sua importante participação na antiga luta para a criação da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Foi em 2006 que o então Prefeito Orlandinho, durante visita do Presidente Lula a Cruz das Almas, pode entregar aos cruzalmenses, aos baianos e aos brasileiros a “fábrica de realizar sonhos”: a UFRB – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

E, agora, após as eleições de outubro de 2016,  com posse em 2017, volta pelo terceiro mandato para mais uma vez governar o Município de Cruz das Almas, eleito com 17.145 votos.

(FONTE: Arquivo do editor  )