A SUMAÚMA

Sabia que a árvore Sumaúma, no parque de mesmo nome localizado no Bairro Lauro Passos, foi tombada pelo Município em 2007? Mas calma! Isto quer dizer que, desde então, oficialmente ela faz parte do TOMBO, ou seja, do Patrimônio Ambiental do Município de Cruz das Almas. Dizem ainda que a árvore Sumaúma, que dá nome aoContinuar lendo “A SUMAÚMA”

DISCRIMINAÇÃO RACIAL EM FESTA DE MESTIÇOS

  Os festejos carnavalescos da cidade, contrariando as expectativas geradas pela evolução do tempo, diminuíram drasticamente com o passar dos anos, chegando ao fim nos dias atuais. Naquela época desfilavam anualmente carros alegóricos, como o “PEIXE VOADOR” de Artur Martins e a família Menezes; a “CIGARRA” da família Maia, tendo em José Maia seu principalContinuar lendo “DISCRIMINAÇÃO RACIAL EM FESTA DE MESTIÇOS”

CRUZ DAS ALMAS E O POVO CIGANO

Cruz das Almas, (…) A cidade é conhecida nacionalmente pelos festejos juninos e, particularmente, pela tradicional (e extinta!) guerra de espadas. Não pode-se determinar com precisão o período em que os primeiros grupos ciganos chegaram, devido a vida nômade que levavam, e muitos grupos, ainda levam. Contudo, estima-se que desde o início do século XX osContinuar lendo “CRUZ DAS ALMAS E O POVO CIGANO”

ESTÁDIO “BARBOSÃO”

O Estádio Municipal Carmelito Barbosa Alves, apelidado de Barbosão, localizado no município de Cruz das Almas, possui uma boa estrutura como gramado, alambrado, vestiários, cabine de imprensa e arquibancada com capacidade para 8.000 espectadores. Já foi considerado pela Federação Baiana de Futebol a 3ª praça esportiva do Estado da Bahia. Já foi também o mando de campo do Cruzeiro Futebol Clube. Construído naContinuar lendo “ESTÁDIO “BARBOSÃO””

O PRIMEIRO JORNAL

O Jornal Nossa Terra, semanário fundado em julho de 1954, tendo como diretor o jornalista Verdival  Pitanga, com redação na rua J.B da Fonseca, foi o primeiro jornal a circular na cidade. Teve uma influência muito grande na Cultura cruzalmense, pois através dele se destacaram muitos escritores, poetas, cronistas que, se não fosse a presençaContinuar lendo “O PRIMEIRO JORNAL”

O JORNAL DO PLANALTO

Jornal impresso cruzalmense, fundado por Fernando Floriano Rocha e Hermes Peixoto em 21 de agosto de 1971. Desde então vem registrando os principais acontecimentos no Recôncavo da Bahia. Seu raio de circulação abrange atualmente quatorze municípios: Cruz das Almas, Sapeaçu, Castro Alves, Conceição do Almeida, São Felipe, Governador Mangabeira, Muritiba, Cachoeira, São Félix, Maragojipe eContinuar lendo “O JORNAL DO PLANALTO”

GALENO D’AVELÍRIO, NOSSO POETA MAIOR.

Agnelo Gonçalves de Oliveira, o Galeno D’Avelírio poeta, orador, cronista, teatrólogo e jornalista, cruzalmense, nasceu na fazenda situada na Ladeira Bonita em 14 de dezembro de 1892 e casou-se com a também cruzalmense Anita Gonçalves da Silva em 1917. Não teve filhos, mas criou várias sobrinhas, destacando-se entre elas, por ter vivido mais tempo comContinuar lendo “GALENO D’AVELÍRIO, NOSSO POETA MAIOR.”

ESTÓRIAS DO CRUZEIRO DAS ALMAS – LIVRO 1

É incomum Cruz das Almas Uma cidade chamar. Quem não sabe se espanta E se põe a perguntar: Se a cruz é o sofrimento Das almas a se queimar? História e lenda se mesclam Para o nome explicar, A história é portuguesa, A lenda foi um rezar, Dos tropeiros, no descanso, Das lides de viajar.Continuar lendo “ESTÓRIAS DO CRUZEIRO DAS ALMAS – LIVRO 1”