AS ESCULTURAS DO PAÇO MUNICIPAL

PAÇO MUNICIPAL EM 1950
PAÇO MUNICIPAL EM 1950
PAÇO MUNICIPAL, ATUALMENTE
PAÇO MUNICIPAL, ATUALMENTE

(…)

Eu não podia deixar

De falar da Prefeitura

Um belo e imponente prédio

De arrojada arquitetura

Abrigou vários mandatos

Fomentou nossa cultura

A prefeitura foi tudo

Nesta cidade, afinal

Foi fórum, foi até cadeia

Câmara e hospital

Abrigou até os bailes

De animado carnaval

A sua fachada linda

Tem colunatas mulher

Duas divas sustentando

Estruturas de alcacer

E lá em cima uma águia

Vela a cidade com fé

Ah! Essa misteriosa águia

Símbolo desta cidade

Hoje tão esquecida

Pra nossa infelicidade

Os jovens nem a conhecem

Porque não a vêm de verdade

Pergunto a quem ali passa

Se já ergueu a cabeça

Para o alto do edifício

Se não o fez não se esqueça

E veja o que lá existe

E depois me agradeça

Ladeando a bela águia

Duas mulheres, contudo

Parecem a Venus de Milo

Com os seus bustos desnudos

Seus rostos de mulher forte

E que merecem um estudo

Protegendo águia e mulher

Estão gárgulas aladas

Duas figuras macabras

Por alguém esculturadas

Formando um belo conjunto

Que hoje nem são notadas

As gárgulas colocadas

Em catedrais medievais

Serviam para impedir

Que demônios infernais

Fossem impedidos de entrar

Nestes sagrados locais

Não consegui informação

De quem queria o escultor

Com as gárgulas proteger

Se de plebeu ou doutor

Que dentro da prefeitura

Fizesse maldade ou terror

Aquela águia me intriga

Desde os tempos de criança

Ela parece que guarda

A cidade com segurança

Seu olhar severo e grave

Enche-nos de esperança

Uma coisa lamentável

Fizeram com as figuras

Que no meu tempo eram brancas

Como mármore, as esculturas

Cobriram com tinta marrom

As insígnes criaturas

(FONTE: A História Política do Cruzeiro das Almas, da Série Cruz das Almas em Cordel – Vol II, Hermes Peixoto, 2014.)

Publicado por Edisandro Barbosa Bingre

Paulistano de nascimento, mas radicado em Cruz das Almas desde o início dos anos 80, o que o levou a desenvolver um grande amor por esta terra. Escritor, Professor, Técnico em Agropecuária, estudante de Gestão Pública, Cerimonialista e Servidor Público Municipal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: